14 setembro 2014

Nail Arts de Rosas



Olá! Nesses últimos dias tenho gostado de fazer nail-arts, tanto que na semana passada eu fiz uma nail art do Capitão América que me abriu portas para a imaginação. haha

Não fiz a postagem sobre nail arts inspiradas em super heróis, mas posto hoje unhas inspiradas em rosas. Vi num passo a passo que é muito fácil fazer rosas com esmaltes, porque elas não precisam ser perfeitas, simples círculos abstratos fazem parecer rosas.

Inspirem-se:







Passo a Passo simples



Apelei pra feminilidade e fiz rosas vermelhas com bolinhas pratas e fundo rosa nas minhas unhas. Só não posto a foto porque não tenho câmera boa para fotografar. É um quesito a ser trabalhado. rs

Inspiradas?

06 setembro 2014

Filmes que eu não me canso de assistir




Olá! O título da postagem é quase um texto, mas nada melhor do que deixar algo claro. Sim, tem filmes que não importa quantas vezes eu assista, eu nunca me canso de assistir por algo tão inexplicável. Eu geralmente detesto assistir o mesmo filme duas vezes, nada neste mundo me faz assistir ao mesmo filme duas vezes, senão os abaixo listados.

1º As Patricinhas De Bervely Hills
Não me perguntem o porquê. Não sei realmente explicar. Não sou patricinha, não gosto de patricinhas e nem do estilo delas, mas meu Deus! Eu sempre assisto este filme quando tenho oportunidade, algo me prende a ele! Gosto tanto que gostei da música Fancy da Iggy Azalea feita como um suposto remake do filme.

2º Coincidências Do Amor
Eu choro, choro tanto com esse filme que não consigo me conter. É inacreditável o que esse filme me faz sentir, fico completamente apaixonada por nada. Eu amo esse filme com toda vontade! Realmente é quase um sofrimento bom assistir este filme. Já me sinto sofrer só por lembrar do filme!

3º O Diabo Veste Prada
Ok, tudo bem. Quem não ama esse filme? Quem não se sente foda vendo a Anne Hathaway entrar na sala da Miranda arrasando? Por favor, esse filme é o auge dos bons sentimentos. É como se sentir bem consigo mesma, ver que as coisas na vida podem mudar através de atitudes vindas de nós mesmos.

4º O Jardim Secreto
Mary Lennox, Colin, Dickson. Nunca me esqueço destes nomes, ainda não me decidi se o filme é melhor que o livro ou se o livro é melhor que o filme, só sei que me apaixonei por cada personagem e quando lembro deles tenho vontade de abraçar coisas. Eu choro, choro muito e gosto de chorar vendo este filme, cada detalhe, cada fala, cada pureza. 

5º Orgulho e Preconceito
Se filmes é minha fraqueza, me decidir qual é o melhor me é uma verdade. Agora eu pergunto: como conseguir não se apaixonar por um filme destes? Que menina/mulher não gostaria de conhecer alguém como o Mr. Darcy? Quando assisto este filme, me sinto na época em que Jane Austen o escreveu. Sim, Orgulho e Preconceito também é um livro, escrito pela diva Jane Austen. Quem já assistiu o filme me faça um favor agora: feche os olhos e se imagine no mínimo gravando este filme.

6º Bud - Um Duende Em Nova Iorque
Isto é ridículo. Mas eu adoro este filme e se eu passar um natal sem assisti-lo acho que o natal foi inútil. É igual arroz e feijão no almoço: tem que ter. Este é um filme que sem dúvidas nunca seria indicado ao Oscar, ao Nobel ou a qualquer outro prêmio que exista, mas ele me prende a atenção do início ao fim. 

7º As Branquelas
Sabe aquele filme que não teve continuação porque o primeiro foi tão bom que o próprio diretor achou a possibilidade de sucesso insuperável? Então, apresento a vocês As Branquelas.

Pasmem mesmo, não tem nenhum filme de super heróis ou similar. Não sei o que acontece comigo.

Fraqueza: Falar sobre filmes.

Playlist: Setembro




Realmente o tempo não tá de brincadeira, tá passando rápido! E por ele estar passando rápido, já chegou o post com a playlist do mês de setembro. O mais difícil em fazer esta playlist foi pelo fato de eu estar sem celular a um mês, aproximadamente e também pelo fato da primeira música da playlist não estar na rede social rdio. Uma afronta! Algo ainda mais assustador é saber que suas amigas ainda não conheciam o DJ ALESSO! Isto mesmo, minhas amigas nunca tinham ouvido falar do Alesso, meu dj favorito no mundo todo.

Nada mais a dizer, senão iniciar a playlist:


1º- Heroes - Alesso
Essa música é o novo single de sucesso do Alesso. 
Não se tem o que dizer sobre essa música, tem que se sentir!

As demais músicas estão todas inseridas na rede rdio , basta clicarem na imagem abaixo e pronto!

                        

É impossível não reparar no meu gosto musical contraditório. Acho que ele é assim porque eu sou assim, indecisa. Esta playlist tá recheada com tudo e mais um pouco.

Welcome september! Chapter 9 of 12.

30 agosto 2014

Melhores looks do VMA 2014


Olá!

É inevitável assistir a uma premiação e nunca comentar sobre os looks de quem passou pelo tapete vermelho. Vou ser sincera, o VMA 2014 no quesito beleza foi detestável. Odiei praticamente todos os estilos que vi e depois, bem depois de analisar e peneirar bem os looks vistos, selecionei apenas os melhores na minha opinião.

Nina Dobrev
Amei. Algo estranho até então, mas este cinto me lembrou muito a idade medieval e me fez ficar apaixonada.


Kylie Jenner
Divou.


Nick Minaj
Pasmem, mas adorei o look da Nick. Falo isto porque de todos os looks extremamente estranhos que ela já usou em eventos, este foi o mais normal e mais compatível com a época dela, que é o lançamento do álbum Anaconda.


Kesha
Foi tão ser humana desta vez que achei bonito.


Kendall Jenner
Não sei definir que peça é esta, mas gostei. 


O body desastre da Taylor Swift, as correntes ridículas da Amber Rose e a ousadia da Katy Perry em imitar o look da Britney Spears no VMA 2011 foiram desprezíveis. Me desculpem pela sinceridade, mas tudo lixo.

Post super atrasado.

Instável




Em todo o ensino médio aprendi que um bom texto deve ser escrito na terceira pessoa do singular, contudo, me recuso a utilizar este formalismo o tempo todo, ora que quando escrevemos alguma coisa, tal coisa parte de nós mesmos, ficando em todo caso nossa opinião sobre algo.

Como quando penso no amor e acho que ele nunca vai me encontrar e que por mais que eu não busque, sempre dou um jeito de buscar ou quando me vejo parada olhando o infinito das coisas e vendo, além do observar, que a humanidade está corrompida, de modo que vejo muitas pessoas o tempo inteiro, mas não vejo bondade, senão desespero.

Desespero este que me afeta por estar afetando os outros. É tanta pressão que me pergunto as vezes se darei conta e neste emaranhado de dúvidas, hora ou outra elas se conectam como átomos de hidrogênio sob calor e geram uma explosão nível nuclear dentro de mim.

Em estúpidos momentos de incontrole fico sem ar e não consigo respirar, olho para todos os lados e não consigo me concentrar. A ansiedade em tentar controlar a ansiedade me desequilibra a ponto de eu não conseguir me consertar. Toda a futilidade, desumanidade e incompreensão do mundo parece por um tempo determinado me controlar e o tremor nas mãos que cotidianamente me é normal, torna-se estrondosamente surreal.

Depois deste momento não sei o que faço para me controlar, sei que esqueço de tudo de uma vez e tudo fica bem sem eu ao menos notar. As vezes me medico, outras vezes ouço suaves canções, observo imagens que me equilibram a respiração, me lembro que há coisas maiores para completar, como meus estudos na faculdade sobre a justiça e do que ela é capaz. Me recordo dos meus pais e quase sempre começo a chorar, porque eles não estão ao meu lado como eu tanto queria e me lembro que é a distância um dos meus inimigos.

Em todo o caso, o desejar e o sonhar estão distantes de se realizar. E eu, na primeira pessoa do singular, não nego que o que eu queria logo era me controlar, porque a vida reserva coisas boas para mim, Deus sempre faz assim, só me falta aquietar e saber que não sou nada sozinha. Todo novo segundo é um momento da vida, que deve ser vivido e ao mesmo tempo sentido, ainda que seja difícil domar parte da minha natureza, sei que apesar de tudo, nela ainda é possível encontrar beleza.