13 junho 2017

Algumas séries que marcaram a minha infância


Olá! Eu sempre dou um jeito de desaparecer entre uma postagem e outra. É que ainda não sei lidar com essa ideia de ter que ser adulta pasmem. Eu sinto que terei muitas novidades importantes para contar aqui, ainda este ano, assim espero. No fim do ano, talvez eu faça uma postagem especial sobre meus looks de formatura, pois é, já vou me formar, looks das fotos da turma, aula da saudade, etc.

Mas, por ora, o que eu tenho de extraordinário para mostrar é a lista de séries antigas que marcaram minha infância e creio que a de vocês também.

Bora lá.



1. Adoráveis Selvagens (Record) ou Que Dureza (Band)

Não sei se vocês tiveram o prazer de acompanhar essa série incrível em que o elenco era formado por uma família inteira de homens/garotos. Sim, a família era composta pelo pai, Nick Savage, e outros 5 (cinco) filhos, todos homens. 

Os garotos eram: 
I) Jack (Shaun Sipos), que era o metido a galã; 
II) Chris (Erik von Detten), que foi meu galã dos anos 2000 favorito, já que tinha todas as qualidades que uma adolescente desejava: simpático, descolado hahaha e lindo - além disso na série atuou como um personagem parecido com seus papéis da época, ou seja, agia como um típico galã adolescente dos anos 2000;
III) Sam (Andrew Eiden), que era o nerd da família, medroso e tímido, mas sempre hilário;
IV) Kyle (Evan Ellingson), que era o maldoso, o mandão, o que sempre colocava os outros irmãos em uma "fria";
V) TJ (Jason Dolley), que era o filho meigo, tão divertido quanto os demais.

Fato inusitado é o nome da série que aqui no Brasil chegou a receber estes dois títulos que eu citei logo acima. Além disso, apesar ótima, engraçada e muito divertida, a série teve apenas 1 temporada :(

O pior de tudo é que não consigo localizar esta série em nenhum canal ou site da internet :(²


2. Normal Demais

Aposto que muitos não lembravam desta série e por mais triste que seja, creio que alguns sequer tiveram a oportunidade de assisti-la. Nesta série em que a protagonista era a nossa minha queridinha Emma Roberts, tudo era tempestade em um copo de água.

Sua personagem tentava se adaptar à sua fase do ginásio e para isto compunha músicas ao final do seu dia.

Se querem saber a verdade, eu não lembro de nada mais que isto, mas sei que gostava muito.



3. Um Maluco No Pedaço

Quem em sã consciência tem forças pra dizer que não amava esta série? Gostar era pouco, amor era o sentimento mais adequado a ser dito. 

Em meios às inúmeras falas divertidíssimas do grande Will Smith, tinha  brilhantes papéis como o do Geoffrey, que era o mordomo sarcástico e irônico; Hillary, que era a prima consumista e fútil; Tia Vivian que tinha as melhores expressões faciais; o Jazz, que era o amigo dj do Will que sempre tinha cantadas prontas hilárias; tinha o Tio Phill que sabia criar frases de impacto; a priminha Ashley que adorava imitar a malandragem do Will e como não lembrar do Carlton, com toda a sua elegância, nariz empinado por ser tão esnobe e a famosa dancinha épica.

Gente, é a série perfeita, pois além de ser divertida, abordava temas sérios da época, como o racismo contra negros de uma forma muito impactante, principalmente nos primeiros episódios.

Pra galera do Netflix vai uma dica: assistam esta série novamente, tem disponível.

Enfim, por ora listo estas 3 séries que já são boas demais. Enquanto você relembra estas séries, vou investigar em minha memória outras séries tão boas quanto e logo mais trago aqui de volta.

Voltem sempre aqui!