02 março 2014

Filmes de história real



Olá! Dois meses sem postar absolutamente nada. Vamos às novidades: Estou no 2º ano da faculdade, estou estagiando no Procon e já comecei a tirar carteira de habilitação. Traduzindo: Não fico em casa. Mas o bom disso tudo é que chegou o carnaval e mesmo eu odiando essa época do ano no Brasil, eu amo o feriado. Ao menos tenho a oportunidade de ficar em casa e descansar por um dia inteiro e ouvir as minhas músicas favoritas. 

Paz.

O que eu mais amo fazer em feriados? Assistir filmes! Vamos às indicações?


1º Prenda-me se for capaz
Frank Abagnale Jr. (Leonardo DiCaprio) já foi médico, advogado e co-piloto, tudo isso com apenas 18 anos. Mestre na arte do disfarce, ele aproveita suas habilidades para viver a vida como quer e praticar golpes milionários, que fazem com que se torne o ladrão de banco mais bem-sucedido da história dos Estados Unidos com apenas 17 anos. Mas em seu encalço está o agente do FBI Carl Hanratty (Tom Hanks), que usa todos os meios que tem ao seu dispor para encontrá-lo e capturá-lo.


2º Sempre ao seu lado
Parker Wilson (Richard Gere) é um professor universitário que, ao retornar do trabalho, encontra na estação de trem um filhote de cachorro da raça akita, conhecido por sua lealdade. Sem ter como deixá-lo na estação, Parker o leva para casa mesmo sabendo que Cate (Joan Allen), sua esposa, é contra a presença de um cachorro. Aos poucos Parker se afeiçoa ao filhote, que tem o nome Hachi escrito na coleira, em japonês. Cate cede e aceita sua permanência. Hachi cresce e passa a acompanhar Parker até a estação de trem, retornando ao local no horário em que o professor está de volta. Até que um acontecimento inesperado altera sua vida.


3º O impossível
O casal Maria (Naomi Watts) e Henry (Ewan McGregor) está aproveitando as férias de inverno na Tailândia junto com os três filhos pequenos. Mas na manhã de 26 de dezembro de 2004, enquanto curtiam aquele paraíso após uma linda noite de Natal, um tsunami de proporções devastadoras atinge o local, arrastando tudo o que encontra pela frente. Separados em dois grupos, a mãe e o filho mais velho vão enfrentar situações desesperadoras para se manterem vivos, enquanto em algum outro lugar, o pai e as duas crianças menores não têm a menor ideia se os outros dois estão vivos. É quando eles começam a viver uma trágica lição de vida, movida pela esperança do reencontro e misturando os mais diversos sentimentos.

Na realidade os filmes não tem muito haver com o feriado, mas o que importa é que são 3 filmes muito bons. 

Divirtam-se!