05 janeiro 2013

Análise do filme A volta do Todo Poderoso




Oi ! Vou fazer uma análise meio diferente do filme A volta do Todo Poderoso. Não, não vou fazer nenhuma crítica sobre o filme, mas sim sobre a moral do mesmo. Sabe, pra muitas pessoas pode ser apenas um filme de comédia, um sucesso de bilheteria, mas pra mim significa um pouco mais. A verdade é que olhando pra um lado mais moralista sobre o filme vemos que tem uma mensagem legal pra passar. Por exemplo, as vezes queremos que Deus faça tudo pela gente, e não prestamos atenção de que Ele quer que nós façamos acontecer, quero dizer, as vezes pedimos a Deus muitas coisas mas não fazemos nada pra acontecer, queremos que Deus faça tudo sozinho. Ele é capaz de fazer isso tudo, alias, Ele criou o mundo, mas ele quer que façamos por merecer.

No filme, um deputado recém eleito se vê na responsabilidade de construir uma arca, bem, ele questiona o fato muitas vezes e não vê em nenhum momento que Deus vinha facilitando as coisas para ele, quando por exemplo, ele acorda sendo dono de 8 lotes vazios ou quando os materiais aparecem em frente sua casa. Bem, as vezes não entendemos o que Deus está fazendo, mas é assim mesmo Ele é Deus e sabe o que faz. E sabe, Deus nunca nos deixa passar por uma situação em que a dor seja insuportável. Tá, pode até parecer insuportável algumas vezes , pode até parecer que a gente vai morrer, mas não é verdade, as dores que a gente passa nunca são maiores do que nossa capacidade de passar por elas.

E voltando ao filme, durante o enredo,  Evan Baxter vive sendo julgado, visto como louco e incapaz e não é que é assim na vida real? Sem dúvidas ela é assim, mas assim como no filme, Deus sempre nos apoia e nos faz entender que somos capazes.

Já no final do filme, Evan finalmente chega ao fim de sua missão, ele venceu. Assim como em muitos momentos de nossa vida, chega um momento em que a gente vence e fica feliz no final de tudo por perceber que chorou, lutou e foi julgado muitas vezes, mas no fim tudo deu certo, como sempre dá, alias, tudo isso se você tem a Deus lutando junto com de você, não que Ele nunca lute, mas tudo é por sua opção se quer lutar com Deus ou ir sozinho, pois com Deus é certo que a vitória vem porque sozinhos a única certeza que temos é a de que não somos nada.

Análise concluída.
Obs: A verdadeira felicidade está em Deus.